• Facebook - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle

Contato

21 96963 5588

21 3741 7606

contato@petaledermatologia.com.br

Vital Place Medical Center

Rua Miguel de Frias, 150

Sala 507

Icaraí - Niterói

Endereço

Seg a Sex | 9h às 18h

​Sábado | 9h às 13h

Horários

Siga

Conecte-se

Quantos nomes existem para microagulhamento?

August 22, 2018

O microagulhamento  ou indução percutânea de colágeno (IPCA) é técnica realizada por um pequeno equipamento, sendo em rolo ou aparelho como uma caneta, projetado para introduzir microagulhas na pele, promovendo a formação de colágeno, elastina e renovação celular. Quando além dos microfuros depositamos medicamentos ou substâncias, durante ou após, conhecido como drug delivery (entrega de medicamentos), passa então a ser chamado de Microinfusão de Medicamentos na Pele (MMP) ou mesoterapia. Este último também pode compreender a aplicação de medicamentos com seringa.

 

Os “furinhos” são realizados apenas nas áreas a serem tratadas, mantendo as regiões ao redor intactas.  As agulhas podem variar de 0,5mm até 2,5mm de comprimento, sendo que as de profundidade a partir de 1mm só podem ser aplicadas por médicos. As indicações são várias e envolvem o rejuvenescimento da face e pescoço, tratamento de  cicatrizes de acne, rugas, estrias, manchas, cicatrizes inestéticas, poros abertos.

 

Após limpeza adequada da pele, é aplicada anestesia em creme ou injetável e então o procedimento é iniciado, de forma individual para cada indicação e sempre de modo estéril. Após finalizar a técnica, a área tratada pode ficar com eritema, edema ou até sangrante, dependendo da profundidade realizada. O drug delivery pode ser realizado ou não, dependendo de cada caso ou objetivo.

 

Uma das grandes vantagens do microagulhamento é possuir um período pós procedimento muito tranquilo. Observamos eritema na região e em torno de dois a três dias após já notamos recuperação plena. O número de sessões varia, mas em média são indicadas pelo menos três, e já observamos melhora desde a primeira. 

 

Há contraindicações como dermatites, acne ativa no local, psoríase e vitiligo na área, predisposição a quelóides. E vale lembrar que, após o procedimento, o roller deve ser descartado, não podendo ser reaproveitado.

Compartilhar
Compartilhar
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags